Girlene Lima Portela | LinkedIn Acompanhe no Twitter Curta no Facebook Visualize no Flickr Assista no YouTube
 Artigos
1 2 3 4 5 6 7 Próxima >>

A dupla face das obras de Caetano Dias

20/03/2013 - Francisco Antônio Zorzo

O sistema social atual desperta uma certa paranóia. Esse efeito se amplia, inegavelmente, devido à reprodutibilidade e à velocidade da propagação de imagens. Tal reprodução está implicada, de modo exaustivo, em dispositivos de poder. Para enfrentar essa condição a arte precisa recorrer a determinados procedimentos criativos.


Na exposição “Inverta”, em cartaz na Caixa Cultural, as obras de Caetano Dias apresentam-se com uma dupla face, uma estética e outra crítica. A face estética lhe confere o sentido gerador e mais amplo, expressando sentimentos nobres e sensibilidade acurada.  Mas a outra, que se desenvolve num viés, por assim dizer, transdisciplinar, não fica restrita às artes visuais.

 

É assim que se entende o esforço da curadoria da exposição, em perfeito acordo com os procedimentos criativos de Caetano Dias. Se a arte contemporânea vai ser reproduzida em repetições mecânicas, que tendem a vulgarizar, desgastar e comprometer as obras, o criador deve planejar a aparição com todo o cuidado. O artista não pode ser ingênuo e expor seu trabalho para o simples consumo, sem provocar nenhuma reflexão transformadora.

 

Em outras mostras anteriores, já ficara claro o intento crítico de Caetano Dias. Numa de suas últimas exposições individuais, denominada “Transverso”, o que havia? Em primeiro lugar uma maquete de um edifício na beira-mar. Esse edifício era colocado à mercê das ondas que lhe devoravam. A metáfora da arquitetura naufragando na orla de Salvador levava o expectador a pensar de modo avaliativo. A imagem criada por Caetano Dias era bela, sem dúvida, mas o teor de crítica ao mercado imobiliário baiano e aos valores sociais atuais era muito mais chocante.

 

 

Fig. 1 – Trasnverso de Caetano Dias (2010)

 

 

Aqui, a arte visual está para a arquitetura, como uma abertura crítica em relação à velha ordem. As instalações de Caetano Dias são voltadas para o processo de transformação da forma sócio-cultural urbana. Nessa senda, agrupando preocupações estéticas e racionais, “Inverta”, contém três trabalhos de forte impacto: a instalação de escultura de corpo humano tombado junto à projeção da luz de um lago em um idílico bosque, um livro de artista com fotos de cabeças cortadas feitas de açúcar mascavo e uma sala revestida de ladrilhos com uma figura movente dentro de um poço.

 

 

Fig. 2 – Foto da Exposição Inverta de Caetano Dias (2012)

 

Esse tipo de exposição afeta ao público expectador, visto que as situações amplificam a sensação de algo está acontecendo e de que isso não é nada agradável. Nesses trabalhos, o artista conduz o público por espaços que remetem à permeabilidade entre o público e o privado, chamando a atenção para a rua e a paisagem. Com acerto, o jogo foi preparado de um modo tal que reintroduz o mistério e valoriza a crítica em detrimento da diversão.

 

Sob vários aspectos, na medida em que se usa o espaço da instalação para criar uma tensão experiencial, as obras mantem relação de proximidade com a cidade e a rua. A dupla face das obras não vem criar uma dicotomia. Ao contrário, na prática a atividade artística que surge de uma base intuitiva, amplifica-se com a seleção rigorosa de efeitos, no sentido da crítica comportamental. Caetano Dias supera a atitude centrada numa arte de representação da pura beleza, para problematizar, pela via visual, o ambiente socialmente construído.

 

A partir de uma face visual sedutora, as imagens da arte contemporânea propõem um significado estratégico, que provoca efeitos benéficos no sentido de questionar a realidade. Caetano Dias faz parte de uma geração de artistas que se engajaram numa reflexão cortante, politizando o discurso e evitando a folclorização da cultura local. O artista assume uma visão ampliada da cultura, comprometendo-se com a dimensão social da vida urbana de Salvador e denunciando a perda da qualidade de vida na metrópole. 

 

 

Deixe seu comentário
Visual CAPTCHA
 
 

LINGUAGENS

  • Lições de francês

    Relata a história paralela de três professores de francês e seus três al...

    CONTINUE LENDO
  • Guia para fingir inteligência

    Este pequeno guia tentará dar algumas táticas simples para fingir erudicao, cultura...

    CONTINUE LENDO
Interaja Conosco
 
Discurso Patronesse

Girlene Portela, Patronesse,Discurso

Ser madrinha de uma turma mais que especial é uma honra! 

Álbuns
® Girlene Portela - 2020. Todos os direitos reservados. Bahia - Brasil Desenvolvido por Otavio Nascimento